22 de fev de 2008

Editora Caramelo lança livro sobre o aquecimento global para público infantil

Lançado pela Editora Caramelo,o novo livro de Gilson Barreto aborda o aquecimento global e conceitos importantes e acessíveis às crianças sobre o assunto. Com ilustrações divertidas e texto ágil e otimista, o livro torna a compreensão da mudança climática mais clara e mostra que a solução do problema pode estar nas suas mãos.

O tema é parte da Campanha da Fraternidade deste ano, assim como foi o bem-sucedido "Um Dia na Amazônia", lançado em outubro de 2007. Por conta desse sucesso, Barreto tornou-se o "autor oficial da CF no Brasil". A idéia, então, é repetir o bom desempenho dessa parceria e colaborar com a Campanha da Fraternidade.

Fonte: Portal Imprensa

Selo informa presença de transgênico


Regulamentado em 2004, só agora o consumidor verá o selo presente em produtos alimentícios

O consumidor que costuma ler os rótulos antes de comprar vai encontrar uma novidade nas prateleiras dos supermercados. O decreto que obriga as empresas a identificarem os produtos que contém componentes transgênicos (também conhecidos como OGMs – organismos geneticamente modificados), regulamentado em 2004, está se tornando realidade.

A lei se aplica apenas aos alimentos que contenham mais de 1% de OGMs em sua composição. Desde a aprovação do decreto, as empresas garantiam que nenhum de seus produtos possuía mais de 1% de transgênicos e, portanto, não teriam a obrigação legal de colocar o selo.

Em setembro do ano passado, porém, o Ministério Público de São Paulo, baseado em um denúncia feita pela organização ambiental Greenpeace, entrou na Justiça com uma ação civil pública exigindo a rotulagem dos produtos. A partir dessa ação, a gigante multinacional Bunge decidiu rotular os óleos de soja. Mesmo aaim, enviou a seguinte ressalva ao Greenpeace, por meio da sua Diretoria Corporativa: “Como nós entendemos que pode eventualmente haver alguma preocupação por parte de alguns consumidores em relação à presença de transgênicos, resolvemos agir pró-ativamente e rotular nosso óleo de cozinha Soya, mesmo sabendo que os óleos vegetais não contêm nem 1% de componente transgênico, porcentagem a partir da qual a lei exige a rotulagem, para melhor atender consumidores que considerem isso relevante.”

Dessa forma, os rótulos das embalagens dos óleos Soya e Primor, fabricados pela Bunge, ganharam, desde o final do ano passado, a indicação de substâncias transgênicas em sua composição. Pouco tempo depois, a norte-americana Cargil, outra fabricante de óleos de soja anunciou que também vai colocar o selo indicativo da presença de transgênicos em seus óleos Liza e Veleiro. Esses óleos de cozinha trazem um triângulo amarelo tendo ao centro a letra “T”, indicativa da palavra “transgênico”, além da frase informando: “Produto produzido a partir de soja transgênica”, conforme determina a lei.

Muita gente pode imaginar que a soja, transgênica ou não, esteja presente em poucos alimentos, mas isso não é verdade. Para se ter uma idéia, margarinas, maioneses, chocolates e diversos tipos de biscoitos, utilizam soja como um de seus componentes. Por enquanto, apenas os óleos estão recebendo o indicativo de transgênicos, mas a tendência provável é que se estenda a outros produtos.

Fonte: Instituto Akatu

Prêmio contempla empresas responsáveis pelo desenvolvimento dos melhores cases de sustentabilidade do mercado

A partir de sua quinta edição, o Fórum Mundial de Comunicação Social conta com mais um canal para que as empresas apresentem ações que tenham como foco a construção de uma sociedade melhor, o Top Responsabilidade Social. O prêmio, criado para divulgar cases que possam servir de referencial para o mercado, amplia as possibilidades das companhias mostrarem o que estão fazendo de melhor na área e está com inscrições abertas até o dia 10 de março.
Mais informações no site: www.forumcomunicacao.com.br.

Os cases vencedores devem se destacar por sua força empreendedora, dignidade política, criatividade e competência, características a serem avaliadas por um júri de empresários, acadêmicos e profissionais de destaque na área do marketing e da publicidade e propaganda. A iniciativa inovadora é uma das novidades do 5º Fórum Mundial de Comunicação Social, que será realizado no dia 25 de março de 2008, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre.

O Fórum tem como tema "Ações de Sustentabilidade Ambiental" e promove o debate em torno das ações das empresas em relação ao meio-ambiente. O evento é promovido pela Associação Latino-Americana de Agências de Publicidade (ALAP), Associação Brasileira de Agências de Publicidade (ABAP), Federação Nacional de Agências de Propaganda (FENAPRO), Conselho Nacional de Propaganda (CNP), Associação Riograndense de Propaganda (ARP) e Associação Riograndense de Imprensa (ARI).

Serviço
O quê: Top Responsabilidade Social;
Quando: 10 de março de 2008;
Onde: Salão de Atos da PUC - RS;
Endereço: Av. Ipiranga, 6681 - Partenon - Porto Alegre - RS;
Informações: www.forumcomunicacao.com.br.

Fonte: Instituto Ethos